Estudos IVV - ViniPortugal

Leia aqui estudo sobre o Espumante

FÓRUM ANUAL VINHOS DE PORTUGAL 2016

Consulte a Agenda Vinhos de Portugal 2016

INFORMAÇÃO AO SECTOR IVV / VINIPORTUGAL

Conheça aqui os Resultados!

Detalhes Notícia

Promoção dos Vinhos de Portugal focada em Angola

Press Release ViniPortugal  - Angola 27-06-2016

Angola continua no alvo da promoção dos vinhos nacionais, organizando a ViniPortugal três provas Luanda, Lubango e Benguela nos próximos dias 30 de Junho, 4 e 6 de Julho. São iniciativas que visam reforçar o conhecimento e a notoriedade dos vinhos portugueses neste mercado.  


A expansão territorial e conquista de novos mercados regionais é um dos objetivos estratégicos da divulgação dos Vinhos de Portugal neste mercado, motivando a ViniPortugal a estender as provas a Lubango e Benguela. A promoção será iniciada em Luanda, com a Prova de Luanda no Complexo Paz Flôr no dia 30 de junho, que contará com a presença de 31 produtores. O Hotel Serra da Chela em Lubango acolhe a segunda prova, na qual participam 22 produtores. Enquanto a prova de Benguela será organizada no Mil Cidades Aparthotel, com 26 produtores nacionais, que colocarão em degustação diversos vinhos nacionais. 


A ViniPortugal promoverá -  junto de distribuidores, importadores, retalhistas e público em geral - os fatores diferenciadores dos vinhos portugueses, enaltecendo as castas únicas nacionais, a enorme variedade de estilos de vinhos, assim como o elevado potencial gastronómico e a forte tradição de um país que se orgulha por produzir vinhos há mais de 4000 anos. 


Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, destaca “Ao nível da promoção dos vinhos portugueses, importa em Angola seguir uma estratégia de defender a posição privilegiada conquistada pelos vinhos nacionais neste mercado, num contexto socioeconómico e político relativamente instável. Os consumidores angolanos têm demonstrado uma forte preferência pelos vinhos nacionais que interessa continuar a capitalizar, fortalecendo um maior conhecimento da diversidade da oferta nacional”.